19 de novembro de 2017

Tucuruí terá o primeiro parque hidrocinético do Brasil

(Foto: Agência Eletronorte)
(Foto: Agência Eletronorte)

A Usina Hidrelétrica Tucuruí vai abrigar o primeiro parque hidrelétrico hidrocinético fluvial do Brasil. No último dia 3 de novembro foi realizado na Usina o I Seminário sobre Parques Hidrelétricos Hidrocinéticos Fluviais, quando a Eletronorte e a Itaipu assinaram um acordo de cooperação técnica para a instalação do parque hidrocinético no canal de fuga da Hidrelétrica e o mapeamento do potencial hidrocinético dos rios brasileiros.

O superintendente de Geração Hidráulica, Antônio Augusto Bechara Pardauil, abriu os trabalhos apresentando as várias estruturas que compõem o Parque Tecnológico de Tucuruí, ressaltando a modernização do Centro Cultural e do Centro de Proteção Ambiental e destacando a importância do campus avançado da Universidade Federal do Pará, que hoje já conta com 1.500 estudantes.

“Tucuruí e Itaipu são lugares onde as ideias podem trafegar com liberdade”, pronunciou o assessor de Energias Renováveis da Itaipu Binacional, Cícero Bley, ao apresentar o Parque Tecnológico de Itaipu e a aplicabilidade do biogás e biometano na região do entorno daquela hidrelétrica, a partir do aproveitamento de dejetos de bovinos, suínos e aves.

Professores da UFPA, UnB e engenheiros da Eletronorte apresentaram o projeto Tucunaré, primeiro parque hidrelétrico hidrocinético fluvial brasileiro, a ser instalado a jusante de Tucuruí, para o aproveitamento das águas já vertidas ou turbinadas para gerar mais energia. Tratam-se de turbinas com capacidade de 500 kW que serão instaladas num primeiro momento entre a margem direita do Rio Tocantins e uma pequena ilha no meio do rio.

As águas vertidas ou turbinadas que correm pelo canal de fuga por um longo trecho do rio têm velocidades de 1,0 a 2,5 metros por segundo, configurando-se como uma área bastante propicia ao aproveitamento hidrocinético, por reunir as condições existentes em quase todos os rios brasileiros.

“O Brasil possui 12% da água livre do mundo e nós precisamos aproveitar essa oportunidade. A energia hidrocinética é uma declaração de amor às águas e aos povos que ainda não foram aquinhoados pelo sistema Interligado Nacional”, disse Cícero Bley.

(com informações da Agência Eletronorte)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.