15 de novembro de 2017

Chefe da ONU anuncia criação de ‘Banco Tecnológico’ para ajudar as nações mais pobres do mundo

Deslocados internos na Somália. Foto: ACNUR/R. Gangale
Deslocados internos na Somália. Foto: ACNUR/R. GangaleONU

Um painel de alto nível estudará a abrangência, funções e laços com as Nações Unidas do Banco Tecnológico, oferecendo conselhos sobre o seu funcionamento para acelerar a transformação dos países menos desenvolvidos

Um banco tecnológico dedicado a ajudar os países menos desenvolvidos a sair da pobreza. Essa é a nova proposta do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que anunciou a formação de um painel de alto nível para estudar sua abrangência, funções e laços com as Nações Unidas.

O painel proverá conselhos sobre a organização e os aspectos operacionais do “Banco Tecnológico e Mecanismos de Apoio à Ciência, Tecnologia e Inovação”. O grupo de especialistas, que inclui cinco mulheres e cinco homens de países menos desenvolvidos e seus parceiros nos países desenvolvidos, será presidido pelo ruandês Romain Murenzi, atualmente diretor executivo da Academia Mundial de Ciência em Trieste, Itália.

Também contará com a participação do subsecretário-geral da ONU e representante para os países menos desenvolvidos, países em desenvolvimento sem litoral e pequenos estados insulares em desenvolvimento, Gyan Chandra Acharya. O painel terá sua primeira reunião em fevereiro de 2015 e deve apresentar o seu relatório ao secretário-geral em seis meses.

“O secretário-geral pediu ao painel para preparar recomendações práticas sobre esta importante questão, que pode fornecer uma forte impulsão para acelerar a transformação estrutural e o desenvolvimento sustentável dos países menos desenvolvidos”, disse o porta-voz de Ban na quarta-feira (26).

(ONU Brasil)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.