Projeto Saberes do Cerrado lança revista eletrônica e ações de preservação ambiental

ecobrasilia
Publicação Heringeriana on-line e aplicativo digital DF100Fogo estão ancorados em ações de preservação do bioma (Foto: Divulgação Ibict)

Publicação Heringeriana on-line e aplicativo digital DF100Fogo estão ancorados em ações de preservação do bioma

O Projeto Saberes do Cerrado lançou a revista científica Heringeriana on-line e o aplicativo para dispositivos móveis DF100Fogo. A iniciativa do Jardim Botânico de Brasília (JBB) e do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict/MCTI), com o apoio da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) tem como objetivo elaborar produtos, programas e ações para disseminar a importância de preservar o Cerrado.

Durante a cerimônia de apresentação dos produtos, que aconteceu no último dia 19, a diretora do Ibict, Cecília Oliveira Leite destacou a relevância da parceria entre instituto e o JBB, com suporte de soluções  tecnológicas  da  UFSCAR e apresentou as ações do projeto em 2014, como a criação da Biblioteca Digital do Cerrado, que no momento, está em fase final de estruturação. “A biblioteca é um dos principais instrumentos do projeto para a disseminação das informações sobre o Cerrado geradas pelo Jardim Botânico de Brasília e por outros agentes relevantes para a preservação desse bioma no DF”, destacou Cecília.

Jeanitto  Gentilini, diretor do JBB, salientou a importância do trabalho em conjunto  realizado pelas três instituições. “A cooperação entre Ibict, JBB e UFSCAR vem proporcionando uma consultoria arrojada, segura e eficaz. Essa parceria está rendendo importantes frutos, entre eles, a estruturação da Biblioteca Digital, como já mencionado por Cecília, que irá agregar todas as informações possíveis sobre o Cerrado”.

A UFSCAR foi representada pelas professoras Regina Araújo e Marilde Santos. De acordo com a professora da UFSCAR Regina Araújo, a universidade apoia o Saberes do Cerrado com o intuito de executar ações que promovam a interação dos visitantes com o JBB. “O objetivo é despertar no público mais interesse sobre as histórias e curiosidades do Jardim Botânico. Para isso, estamos trabalhando na criação de jogos interativos, programas e aplicativos”, disse a professora.

O aplicativo para dispositivos móveis DF100Fogo é um dos produtos desenvolvidos pela parceria para, segundo Regina Araújo, apoiar às ações das equipes de combate ao fogo do JBB. “Criamos o aplicativo com o propósito de estimular a participação da sociedade na preservação do Cerrado. Ele visa a detecção e o monitoramento de fogo nas áreas de preservação ambiental”, disse. O aplicativo deverá estar disponível no primeiro semestre de 2015. A ideia é que os usuários do app notifiquem o JBB sobre incêndios.

(com informações do MCTI e Ibict)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.