19 de novembro de 2017

UnB oferece oportunidade para estados e municípios no projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia

ecobrasilia
Objetivo do programa é usar a horta e a gastronomia como eixos geradores da prática pedagógica (Foto: José Bittar/MEC)

O Projeto “Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (PEHEG)” promoverá o curso de 160 horas, com início em fevereiro de 2015, para a formação de multiplicadores em estados e municípios. O curso, em ambiente virtual de aprendizagem, tem 200 vagas e é oferecido pela Universidade de Brasília (UnB), por meio do Centro de Excelência em Turismo.

A formação vai até agosto de 2015. Todos os órgãos estaduais e municipais de Educação do país estão convidados a participar.

O objetivo do programa é usar a horta e a gastronomia como eixos geradores da prática pedagógica e para promover hábitos alimentares saudáveis, a valorização de ingredientes e receitas regionais e técnicas de preparo de alimentos.

Participação

Para fazer a inscrição, municípios e estados devem preencher o Formulário A (Estados e Municípios) e o Formulário B, que deverão ser enviados até 19 de janeiro de 2015 para o endereço eletrônico selecaopeheg@unb.br.

O resultado da seleção deve ser divulgado em 23 de janeiro de 2015, no portal www.cet.unb.br. As aulas têm início em 2 de fevereiro de 2015.

O ambiente virtual de aprendizagem engloba formação, integração, acompanhamento, monitoramento e orientação dos multiplicadores, que serão responsáveis pela implantação do projeto no município ou estado. O município ou estado que demonstrar a implantação do projeto receberá certificação do Programa.

Requisitos

Entre os critérios para a seleção das localidades, estão o acesso regular à internet e a existência de nutricionista responsável técnico cadastrado no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O município ou estado também se compromete a garantir a implantação e execução do projeto em no mínimo cinco escolas, ou em todas, quando o número for inferior a cinco.

Caso o número de entidades executoras aptas a participarem do Projeto seja superior ao número de vagas, terão prioridade municípios e estados das regiões Norte e Nordeste do país. Também terão prioridade municípios que atingiram o mínimo de 30% dos recursos repassados pelo FNDE à conta doPrograma Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) na aquisição dos produtos oriundos da agricultura familiar.

O público alvo são nutricionistas, coordenadores pedagógicos, técnicos para meio ambiente e horta, coordenadores de alimentação escolar e representantes do Conselho de Alimentação Escolar.

Mais informações podem ser adquiridas pelo endereço eletrônico gastroehorta@unb.br, pelo telefone (61) 3107-6004 ou portal www.cet.unb.br.

(com informações do FNDE)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.