Alimentos Regionais Brasileiros em livro, para download

eco brasilia sustentável
(Divulgação)

Ministério da Saúde lança guia que incentiva consumo de alimentos saudáveis típicos de cada região

Pudim de Tapioca com calda de biribá. Doce de cajarana em pasta. Biscoitinho de castanha do Brasil. Estas e outras dezenas de delícias estão no livro Alimentos Regionais Brasileiros, lançado pelo Ministério da Saúde nesta terça (7), Dia Mundial da Saúde.

Baixe a versão digital do livro grátis neste link.

capa-alimentos-regionais

Com o objetivo de incentivar o consumo de frutas e hortaliças, a publicação do ministério mostra pratos típicos de cada região do país e apresenta dicas de como cozinhá-los para obter alimentação de qualidade.

O guia também informa como comer e preparar as refeições e uma lista de possíveis substituições dos alimentos, destacando a diversidade da culinária brasileira.

Para a edição do livro, que revisa a versão de 2002, foram feitas seis oficinas culinárias, uma em cada região do país e duas no Nordeste. O foco foi o preparo de receitas contendo frutas, verduras e legumes disponíveis nas localidades e pratos tradicionais da cultura de cada região.

 

Saúde na mesa

Dados do ministério mostram que apenas um quarto dos brasileiros (24,1%) consome a quantidade de frutas e hortaliças recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de 400 gramas diários, em cinco ou mais dias da semana. Entre os homens, o consumo é ainda menor: 19,3% ante 28,3% entre as mulheres.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, destacou que dois terços dos óbitos registrados no país são provocados por doenças crônico-degenerativas que estão diretamente vinculados à ausência de uma alimentação saudável.

“Somos também aquilo que comemos, como comemos, com quem comemos”, disse Arthur Chioro. “O ministério faz um chamamento à sociedade pela valorização do alimento in natura e minimamente processado e pela valorização da culinária regional”, acrescentou.

 

 

 

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.