Secretarias do DF querem oferecer serviços públicos para levar população aos parques

brasília df sustentabilidade
(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Brasília – As secretarias do Governo de Brasília veem nos 72 parques do Distrito Federal a oportunidade de oferecer serviços públicos e mobilizar a população para ganhar novos espaços de utilização social. A manifestação foi feita durante a visita de secretários adjuntos e subsecretários a três parques na manhã da quinta-feira (30).

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema), juntamente com o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) realizou visita guiada ao Parque Sucupira, em Planaltina; Parque Jequitibás, em Sobradinho, e ao Parque Olhos D’Água, na Asa Norte. Participaram da ação representantes das secretarias de Educação, de Cultura, de Esporte e Lazer, do Trabalho e também representante do Parque da Cidade.

“O objetivo dessa ação de integração é prestar um serviço melhor para a população”, enfatizou Jane Vilas Bôas, presidente do Ibram. Para a primeira etapa do projeto foram selecionados 14 parques que já possuem alguma infraestrutura disponível.

“Queremos potencializar os parques como espaços públicos de lazer e integração comunitária”, informou Carcius Azevedo, secretário adjunto da Sema. “A presença da comunidade é importante para o sucesso da gestão no parque”, salientou.  “Temos esse exemplo no Parque Olhos D’Água”.

Azevedo refere-se à constatação de que quanto mais intensa a utilização do parque pela população, maior a condição de preservá-lo e de garantir seu uso em benefício das comunidades vizinhas. Isso foi ressaltado pelos administradores do parque em Planaltina e Sobradinho. “Quanto mais é usado, mais o parque é preservado”, observou.

O Parque Olhos D’Água, por exemplo, recebe diariamente 850 visitantes, aproximadamente. Esse número chega a mais de 1,2 mil nos finais de semana. Lazer e exercícios para idosos, capoeira e ioga são algumas das práticas realizadas no local. A gestão do parque articula-se diretamente com o conselho de moradores da Asa Norte. Faz seis anos que não acontecem ocorrências policiais no local e há sete não há incêndios.

“Foi excelente realizar essa visita; é uma prioridade nossa desenvolver ações nos parques”, informou Nanan Catalão, secretária adjunta de Cultura. “O Parque Sucupira está tão próximo da comunidade de Planaltina e pode oferecer ações como eventos musicais e oficinas de bordados”, indicou.

Quanto ao Parque Jequitibás, possui anfiteatro, pista de skate e atrai diariamente cerca de 300 visitantes, que usam a trilha disponível de 1,2 mil metros. O subsecretário de Esporte e Lazer, Célio René, avalia que uma das maiores dificuldades para as comunidades é ter espaços para a realização de atividades físicas. “Essa ação em conjunto do governo irá proporcionar a garantia desses espaços e a realização de atividades para atender essa e outras demandas da população”, concluiu.

O guia da visita foi Paulo César Fonseca, Coordenador de Unidades de Conservação de Proteção Integrada do Ibram. “Existem espaços disponíveis e queremos que tenham ainda mais locais para as secretarias atuarem em benefício da comunidade em geral”, informou.

Confira a lista dos 14 parques escolhidos para a primeira fase do projeto de estruturação e revitalização pela Sema, Ibram e a ação articulada do governo:

Parque Ecológico de Uso Múltiplo de Olhos D’água – Asa Norte

Parque Ecológico Dom Bosco – Lago Sul

Parque Ecológico Águas Claras – Águas Claras

Parque Recreativo de Sucupira – Planaltina

Parque dos Jequitibás – Sobradinho

Parque Ecológico de Uso Múltiplo do Cortado – Taguatinga

Parque Ecológico Saburo Onoyama – Taguatinga

Parque Ecológico Ezequias Heringer – Guará

Parque Três Meninas – Samambaia

Parque Urbano e Vivencial do Gama

Parque Ecológico Veredinha – Brazlândia

Parque de Uso Múltiplo da Ceilândia

Parque da Orla do Lago (sul)

Parque Burle Marx

 

(com informações da SEMA-DF)

 

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.