Sérgio Besserman: ‘Mudanças climáticas vão trazer mais desigualdade e exclusão social’

sergio-besserman-fbb
Foto: Divulgação /FBB)

Inovação e conhecimento são saídas para a transformação, ressaltou o economista, na palestra de abertura do 9º Encontro de Jornalistas Fundação Banco do Brasil, em Brasília

“Exclusão social: o que a gente ter a ver com isso?”. Esse foi o tema da palestra de abertura do 9º Encontro de Jornalistas Fundação Banco do Brasil, que reuniu profissionais de comunicação de todo o País, nesta quarta-feira (12), em Brasília. O economista Sérgio Besserman Vianna foi o palestrante convidado e provocou o público para refletir sobre a questão.
 
“No Brasil a desigualdade é a cicatriz mais profunda da nossa sociedade. É o que nos identifica mais profundamente no mundo”, enfatizou Besserman. E alertou que as mudanças climáticas vão trazer mais desigualdade e exclusão social em todo o mundo. “Mudanças climáticas é o tema dos próximos 20 anos com extraordinário impacto sobre a exclusão social e não adianta agir só localmente. Se você quer salvar a sua floresta, se você quer salvar a população de ribeirinhos, quilombolas e comunidade indígena, ou simplesmente comunidades, vai ter que pensar local e agir global também.”
 
O principal caminho apontado por Besserman para transformar a sociedade é o conhecimento. “É o ativo mais importante do século 21 no sentido de gerar renda, emprego e bem-estar”, disse o economista, destacando a atuação da Fundação Banco do Brasil no fomento ao empreendedorismo e à inovação.

O presidente da Fundação, José Caetano Minchillo, após saudar os participantes pela presença no evento, explicou que o foco da instituição é a inclusão socioprodutiva das camadas mais vulneráveis da população brasileira. “Fazemos projetos que sejam sustentáveis no longo prazo, que gerem renda e que possam ensinar, contribuir, capacitar, assessorar e dar oportunidade para que haja transformação e inclusão”.
  
Protagonismo
O evento ocorre até sexta-feira (14) sob o tema central “Protagonismo social: a comunicação para transformar realidades”. Esta nona edição faz parte da comemoração dos 30 anos da Fundação BB. Serão debatidos assuntos como inclusão socioprodutiva, governança e transparência no investimento social, levando em conta o papel social da mídia para o desenvolvimento sustentável no Brasil. Também serão apresentadas histórias de participantes que dão exemplo de protagonismo na busca pela autonomia e na transformação social em iniciativas bem sucedidas no Piauí, Minas Gerais e Rio Grande do Norte.

(com informações da Fundação Banco do Brasil)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.