Semana da Mobilidade propõe reflexão sobre a qualidade de vida nas cidades

Semana da Mobilidade propõe reflexão sobre a qualidade de vida nas cidades

por Andrés Gianni | ECO Brasília

Deste sábado até a terça-feira (22), a ONG Rodas da Paz, em conjunto com diversos movimentos sociais e instituições do DF, promove a Semana da Mobilidade 2015. Uma série de atividades pretende ocupar as cidades, valorizando as pessoas e os espaços públicos do Distrito Federal. (veja a agenda completa no final desta matéria)

A socióloga Renata Florentino, coordenadora-geral da Rodas da Paz, diz que a intenção da Semana é levantar o interesse das pessoas em experimentar um outro meio de transporte além do carro. “A ideia é mostrar que a gente pode ir fazendo a migração do carro para os outros meios de transporte, porque a qualidade de vida na cidade tem muito a ganhar com isso”. Para tanto, segundo Renata, é preciso que se faça um desenho de cidade que favoreça o deslocamento a pé, de bicicleta, de ônibus, e que torne esse deslocamento mais agradável, confortável e seguro.

Inversão
A socióloga destaca que, recentemente, a Associação das Empresas de Transporte no Brasil (NTU) publicou um levantamento que mostra que 60% das vias públicas do país estão sendo ocupadas pelos automóveis, mas que estes transportam apenas 20% do total de pessoas. “Ou seja, tem 80% das pessoas se espremendo nas ruas a pé, de bicicleta, no ônibus ou de outra forma”, aponta a coordenadora. “A gente tem que pensar e priorizar a cidade para quem anda a pé, de bicicleta e de ônibus, e o espaço que sobrar, dividir para os carros, e não o contrário.”

No que tange ao DF, ela diz que a mobilidade ainda pode melhorar muito, e cita o ônibus como exemplo. “Vamos fazer um desafio intermodal na segunda-feira e estamos com muita expectativa para ver como vai ser o resultado do ônibus”. Em 2014, ela conta, o resultado de tempo de deslocamento por esse modal, mesmo depois da licitação de novos ônibus, foi pior do que o alcançado no desafio de 2013. “Nós esperávamos o contrário, que a mudança fosse garantir mais fluidez, mais velocidade, para que a pessoa tivesse uma vantagem na escolha do ônibus em relação ao carro.” Segundo Renata, a expectativa agora é que, passado mais tempo da licitação, com a reorganização das linhas, finalmente se reduza o tempo do ônibus no deslocamento.

Ela ressalta que, além do ônibus, o metrô também é importante e colabora para uma cidade sustentável. “O metrô de Brasília, a propósito, tem integração com a bicicleta como uma possibilidade. Se alguém não dá conta de fazer um caminho inteiro de bicicleta, pode embarcar com a bicicleta no metrô, sempre no último vagão, e depois seguir com mais tranquilidade sua viagem”.

Mayara Senise/ Associação Civil Rodas da Paz
Foto: Mayara Senise/ Associação Civil Rodas da Paz

 

De primeira viagem
Para quem ainda não experimentou deixar o carro em casa e ir ao trabalho de bicicleta, a próxima terça-feira (22), Dia Mundial sem Carro, pode ser uma ótima oportunidade. Haverá bondes de bicicleta saindo de vários locais do DF em direção à área central. “Alguém que queira andar de bicicleta pela primeira vez, mas não tenha muita segurança para fazer isso sozinho, pode se juntar a um desses bondes no seu caminho”, convida a coordenadora. (acesse a lista de bondes aqui)

“Caso a pessoa não dê conta de se juntar a um deles na terça-feira, ela pode depois chamar um ‘bike anjo’ para acompanhá-la no dia em que ela puder fazer essa experiência”, diz. Renata explica que os bike anjos são ciclistas voluntários que acompanham as pessoas inexperientes no uso da bicicleta, para que elas ganhem confiança na hora de pedalar como meio de transporte. (Saiba mais em bikeanjo.org.

 

rodas-da-paz-2
Foto: Divulgação / Rodas da Paz

ONG plural
A Rodas da Paz foi instituída em 2003 com o objetivo de reagir à violência e ao crescente número de acidentes e mortes no trânsito do Distrito Federal. A instituição tem três eixos de atuação. O primeiro é o de controle social, em que se faz o acompanhamento das políticas públicas na área da mobilidade. Outro é o dos projetos sociais, em que se explora o potencial da bicicleta como meio de inclusão e o último é da promoção do uso da bicicleta e da mobilidade sustentável.

Segundo a coordenadora, o perfil de quem participa da instituição é variado. “Há tanto atletas que utilizam a bicicleta como meio esportivo, como familiares de vítimas da violência no trânsito, pesquisadores da UnB que colaboram com uma visão de planejamento urbano, e usuários de bicicletas no dia a dia, das mais diversas profissões. Nossa ONG é bem plural.”

 

AGENDA – SEMANA DA MOBILIDADE 2015
(as informações são do site Rodas da Paz)

19/9 SÁBADO
8h30 – 3ª Caminhada Jane Jacobs – Setor Comercial Norte
Inspiradas pela obra de Jane Jacobs, pessoas de diversas cidades do mundo organizam as “Jane Jacobs Walks”, uma proposta interativa de conhecimento de espaços urbanos. No Brasil isso acontece já em São Paulo, Fortaleza e Florianópolis.  A 3º edição brasiliense vai passar pelo Setor Comercial Norte e Setor Hoteleiro Norte, e a concentração será na Galeria do Trabalhador.
Evento no Facebook 
Organização: Mobilize

20/9 DOMINGO 
12h-18h – Rua do Lazer – Varjão – Avenida Principal
O Varjão vai ter pela primeira vez uma rua de lazer, livre de carros! A população vai poder andar de bike, skate e patins à vontade. Além disso, vai ter música, oficinas e muito mais!
Evento no Facebook 
Organização: Rua do Jovem no Varjão, Coletivo das Ruas, Rodas da Paz, Administração Regional do Varjão, Nossa Brasília e Oca do Sol

21/9 SEGUNDA
7h – Desafio Intermodal – saída do McDonald’s do Guará, chegada no Museu Nacional
O Desafio Intermodal avalia quais os meios de locomoção mais eficientes no meio urbano num dia comum. A proposta não é apenas medir a velocidade e quem chega primeiro, é avaliar o custo ambiental, econômico e social de cada meio de transporte. Em 2012 participaram moto, carro, táxi, patins e ônibus, bicicleta dobrável, bicicleta speed, metrô, bicicleta e metrô, pedestre e ônibus.
Evento no Facebook 
Organização: Rodas da Paz

20h30 – Ciclo Mobilidade – Cine Jiló na Guela – Balaio Café 201 Norte
Filmes: “We are traffic”, “Sobre bicicletas” e “Perrengue – O desafio da mobilidade em São Paulo”
Organização: Cine Clube Jiló na Guela e Rodas da Paz (programação completa dos dias 21 e 28 aqui)

22/9 TERÇA
7h – Bondes de Bike ao Trabalho – veja aqui a relação dos bondes e cole em algum!

7h-19h – Vaga Viva – plataforma superior da Rodoviária
A Vaga Viva é uma intervenção Urbana que provoca a reflexão sobre o uso do espaço urbano pelo carro, mostrando que serviços podem ser oferecidos para a população no espaço que geralmente é utilizado para estacionar apenas 1 carro. Saiba como organizar uma vaga viva nesse guia.
Organização: Rodas da Paz e Movimento Nossa Brasília

20h – Cine Bike in – Cine Drive in
O filme “A Grande Volta” (trailer aqui) será exibido às 20h, com preço promocional (R$5) para quem for de bicicleta. Haverá um grupo saindo às 19h da Vaga Viva na plataforma Superior da Rodoviária.
Evento no Facebook 

 

Foto cabeçalho: Bruno Leite / Rodas da Paz

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.