Prêmio do SFB foca a produção sustentável

premio-sfb-florestal-economia

 

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB), entidade vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), está com inscrições abertas, até 29 de janeiro de 2016, para a terceira edição do Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal, nas categorias graduando e profissional. Podem concorrer trabalhos individuais e em grupo de candidatos de qualquer nacionalidade, idade ou formação acadêmica.

A premiação está prevista para o dia 21 de março, na semana em que se comemora o Dia das Florestas. De acordo com o analista ambiental da Gerência de Planejamento Florestal (GPlan) do SFB Newton Reis, o certame tem a finalidade de estimular estudos e pesquisa na área de economia e mercado florestal.

“O foco é a produção sustentável no Brasil, seus desafios e perspectivas socioeconômicas e ambientais, além de permitir a criação de um portfólio de estudos que contribuam para o avanço da capacidade do SFB”, explica.

Seleção
O prêmio está sendo executado em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf), responsável pela seleção dos trabalhos inscritos e pela parte administrativa e burocrática do processo seletivo. É a equipe da Esaf, também, a responsável por organizar e indicar os integrantes da banca julgadora, bem como relatar o andamento de todas as etapas ao SFB. Colabora neste processo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que auxilia na divulgação do concurso e cedeu espaço para a cerimônia de premiação.

Além das pesquisas na área de economia e mercado florestal, os organizadores do concurso esperam receber contribuições relacionadas, também, ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), concessões florestais, mercado florestal, produto interno bruto florestal (PIB verde), novo Código Florestal brasileiro, entre vários outros temas.

Premiação
Os trabalhos finalistas das duas categorias serão transformados em livro, no formato pen-card. Será impresso, ainda, um folder contendo um resumo de cada monografia, sendo enviados para os vencedores e para entidades interessadas no tema, além de disponibilizar na página do SFB na internet.

A escolha dos trabalhos, nas duas categorias, será feita por uma comissão julgadora, composta especialmente para este fim. Na categoria Profissional, além do prêmio em dinheiro, os finalistas receberão certificados e eventual menção honrosa.

O vencedor receberá R$ 20 mil; R$ 10 mil para o segundo lugar; e R$ 8 mil para o terceiro colocado. Os trabalhos inscritos na categoria Graduando receberão prêmios em dinheiro, certificados e possível menção honrosa. Para o vencedor, R$ 7 mil, R$ 5 mil ao segundo lugar; e R$ 3 mil para a terceira melhor proposta.

Saiba mais aqui.

(Luciene de Assis – Ministério do Meio Ambiente)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.