No primeiro dia do ano, novo secretário-geral da Onu faz apelo à paz

O português António Guterres, nono Secretário-Geral das Nações Unidas, assumiu as funções em 1º de janeiro de 2017. Confira sua primeira mensagem abaixo.

Apelo à Paz

Nova Iorque, 1 de janeiro de 2017

Neste primeiro dia como Secretário-Geral das Nações Unidas, há, sobretudo, uma pergunta que me assalta a consciência:

Como ajudar os milhões de seres humanos vítimas de conflitos e que sofrem enormemente em guerras que parecem não ter fim?

Populações civis em vários pontos do globo são destroçadas sob a mais letal violência. Mulheres, crianças e homens são mortos ou feridos, vendo-se forçados a abandonar os seus lares, tudo perdendo. Até mesmo hospitais e comboios humanitários são atingidos sem consideração.

Nestas guerras não há vencedores; todos perdem. Gastam-se bilhões de dólares na destruição de sociedades e economias, alimentando ciclos de desconfiança e medo que podem perpetuar-se por gerações. Vastas regiões do planeta estão inteiramente desestabilizadas e um novo fenômeno de terrorismo global ameaça a todos.

Neste primeiro dia do Ano, peço a todos que partilhem comigo um propósito de Ano Novo:

Façamos da Paz a nossa prioridade.

Façamos de 2017 um ano em que todos – cidadãos, governos, dirigentes – procurem superar as suas diferenças.  

Seja através da solidariedade e da compaixão nas nossas vidas quotidianas, seja através do diálogo e do respeito, independentemente das divergências políticas. Seja por via de um cessar-fogo num campo de batalha ou mediante entendimentos conseguidos à mesa de negociações para obter soluções políticas.

A procura do bem supremo da Paz deve ser o nosso objetivo e o nosso princípio orientador.

A dignidade e a esperanca, o progresso e a prosperidade – enfim tudo o que valorizamos como família humana – depende da Paz.

Mas a Paz depende de nós.

Apelo a todos para que partilhem comigo este compromisso para com a Paz hoje e todos os dias.

Façamos de 2017 um ano de Paz.

Obrigado.

Confira a biografia do secretário-geral António Guterres aqui.

(ONU Brasil)

Compartilhe!

Veja mais notícias

error: Conteúdo protegido.